Webmail

IBA

YouTube Linkedin


MENSAGENS

VOCÊ JÁ SE ARREPENDEU?

Arrependimento pode ser considerado como a mudança de atitude decorrente da dor sentida por causa da dor causada. Todavia, eu sinceramente não sei se a gente vivencia o real significado do arrependimento. Parece-me que o arrependimento com o qual convivemos no dia-a-dia é aquele que aparece somente quando a bobagem realizada vem à tona. O aluno se arrepende de ter colado quando o professor pega a cola. O ladrão se arrepende do assalto quando a polícia chega. O cônjuge se arrepende do adultério quando o caso é descoberto, mesmo que já dure muito tempo. Será arrependimento?

Em nenhum destes exemplos há mudança de atitude. Em nenhum destes exemplos há sentimento de dor pela dor causada, pelo mal realizado. Há, na verdade, sentimento de dor pela iminente dor que será sofrida pelo sujeito. Parece fazer sentido o pensamento de François La Rochefoucauld: “O nosso arrependimento não é tanto um remorso do mal que cometemos, mas um temor daquilo que nos pode acontecer.”
Preocupa-me a nossa ignorância quanto ao real sentido de arrependimento, pois a essência da Mensagem de Jesus baseia-se no arrependimento. Jesus pretende chamar a atenção para a vida fútil e vazia que levamos, centrada na gente e ignorando o amor de Deus por nós. Jesus nos chama ao arrependimento pela forma equivocada que escolhemos viver, que ofende a Deus e acaba fazendo mal a nós mesmos. Seu convite é pra que mudemos de atitude, não com a finalidade de escaparmos de qualquer consequência, mas para podermos desfrutar desde já, e para sempre, de seu pleno perdão e de sua doce presença.
Você já se arrependeu?

Rodolfo Seifert

 

DIA DO EVANGÉLICO, ETC....


30 de novembro. Dia do evangélico. Ponto facultativo no DF. Acredita? Ideia estapafúrdia num país laico, que já tem feriado demais dedicado a santos católicos. Quando então será o dia do espírita, o dia do umbandista, o dia do budista, o dia das testemunhas de Jeová? Curiosa seria a situação do ateu, que desfrutaria de todos os feriados religiosos e ficaria sem o seu dia. Estabeleceríamos o dia do agnóstico? Gente, o país é constitucionalmente laico. Abaixo o dia do evangélico. Abaixo os feriados católicos.

Mas enquanto está instituído o dia do evangélico, vamos tentar entender quem é este evangélico. Os evangélicos estão tão sem identidade no país que a compreensão popular é a de que evangélicos são os cristãos não católicos e não ortodoxos. Identifica-se o evangélico por aquilo que ele não é e não por aquilo que ele é. Pra se ter uma ideia, um grupo significativo de evangélicos já nem se denomina assim pra não ser confundido com alguns evangélicos da televisão, mercantilistas da fé. Preferem ser chamados simplesmente de cristãos. É evangélico com vergonha de ser evangélico.

Embora boa parte dos 87% de brasileiros que se dizem cristãos (católicos, ortodoxos e evangélicos) não saiba, ser cristão é ser um pequeno Cristo, no sentido de ser alguém que se propõe a imitar Jesus Cristo. Embora boa parte dos 22% que se dizem evangélicos pareça não saber, ser evangélico implica em viver de acordo com o evangelho de Jesus Cristo. Para ser cristão, ou evangélico, importa então conhecer a vida de Jesus Cristo para buscar viver de acordo com seus princípios e ensinamentos.

Diversamente dos critérios do censo do IBGE, que considera aquilo que a pessoa declara ser, o censo de Jesus considera aquilo que a pessoa é. Não importa o que ela parece ser, ou o que ela gostaria de ser. Pra Jesus vale o que a pessoa de fato é. Cristão nominal ou imitador de Jesus? Evangélico “da onda” ou seguidor de Jesus. Qual sua condição no censo de Jesus?

Rodolfo Seifert

 




ADORAÇÃO | COMUNHÃO | DIVERSÃO

"Porque se um cair, o outro levanta o seu companheiro; mas ai do que estiver só; pois, caindo, não haverá outro que o levante. Eclesiastes 4:10